27 de out de 2012

Debate entre os candidatos a prefeito de Vitória (2ª turno).


Olá, senhores.

   Como eu estava ausente ontem no horário do debate do G1 entre os candidatos à Prefeitura de Vitória, Luciano Rezende (LR) e Luiz Paulo (LP), assisti ao mesmo só agora.  Creio que esse tenha sido o primeiro debate em que vi LP e LR discutindo diretamente as propostas para a capital, de forma clara e objetiva, deixando de lado a troca de acusações e o baixo nível ideológico, político e, sobretudo, moral.


Análise do candidato Luciano Rezende (PPS):


      LR, na minha opinião, é um "robô". Parece que foi programado para se manter sereno, tranquilo e debater as propostas sem falar na 'piscação de olhos' que me deu agonia. Suas propostas são atrativas, uma vez que se baseiam na gestão participativa, o que é muito importante para o desenvolvimento da cidade; e o que eu apoio bastante.

      Apesar disso, vale lembrar de quem sustenta sua candidatura: o PR, o PP, o PHS, etc. Nomes como Waguinho Ito (um radialista sem experiência política para ser vice-prefeito da capital de um estado como o ES), Nilton Baiano (ficha suja, acusado de corrupção, desvio de dinheiro e irregularidades em contratações de empresas) e o tão querido senador Magno Malta (homofóbico, preconceituoso, verme charlatanista pastor, integrante da atrasada e conservadora bancada religiosa e político de causa única) deixam muito a desejar.

      Sinceramente, não creio que, caso seja eleito, LR venha fazer um governo decente e alheio a essa equipe medíocre e duvidosa.


Análise do candidato Luiz Paulo (PSDB):


      Luiz Paulo insiste em retomar as ideias e projetos de seus antigos mandatos de prefeito da capital, embora agora os desafios sejam mais intensos. Problemas gravíssimos, como ineficiências na mobilidade urbana, na segurança pública, na educação e na saúde, necessitam de controle ou até mesmo solução imediata. Falar que vai 'governar' Vitória com alegria e com espírito não adianta. Tem que organizar uma equipe dedicada e compromissada em resolver os desafios e por em prática um planejamento adequado e uma gestão política de qualidade.

      Em relação a isso eu admiro alguns de seus integrantes, como Haroldo Corrêa, Lelo Coimbra e César Colnago, devido à experiência e à qualidade de gestão já provadas, tanto de nível municipal quanto de nível estadual. LP, na minha opinião, tem sem dúvidas a melhor equipe para administrar a nossa capital e acredito que, caso seja eleito, fará melhor o papel de gestor e empreendedor politico do que caso LR fosse eleito.


Debates passados e o "jogo sujo":


      Em relação aos debates passados, como de costume, a sujeira de ambos os candidatos foi jogada no ventilador, explicitando todos os podres de LR e de LP, o que declarou uma "guerra" nas redes sociais, nos jornais e na TV. Perante tudo isso, embora eu não seja morador de Vitória, resta a dúvida de quem apoiar:

      LR, um candidato de partido com coligações religiosas (sobretudo a desgraça do PR) e com passagens desastrosas e inexpressivas como vereador durante 13 anos e como secretário de Saúde, Educação, Esportes e Lazer do ES e de Vitória, mas com um projeto de governo fundamentado na gestão participativa, enunciando mudanças e inovação na gestão pública, o que de fato Vitória precisa?

      Ou LP, um candidato com 12 anos como prefeito de Vitória (vale lembrar que não foi uma administração desastrosa) e com 8 anos no Governo do Estado; além de possuir equipe e aliados qualificados e com experiência de gestão, apesar de alguns problemas pessoais e polêmicas como uso de drogas, uso incorreto de dinheiro público e por ser "emocionalmente desequilibrado" - segundo o candidato adversário?


Considerações Finais:


      Realmente, a decisão é difícil. Se eu fosse morador da capital, obedecendo e seguindo os meus princípios e ideias, eu não arriscaria a minha confiança num candidato LR que dê oportunidade para fanáticos religiosos e um vice inexperiente controlarem uma capital da grandeza de Vitória, nossa "Ilha do Mel". Portanto, meu voto de confiança seria dado ao candidato Luiz Paulo e ao seu vice, Haroldo Corrêa.

      Seja LP eleito ou até mesmo LR, anseio que a nossa capital passe por um processo de revitalização e de mudança imediata, afundando a ultrapassada e medíocre gestão do atual prefeito, João Coser - o qual patrocina a candidatura de LR.

      Então, amigo leitor e morador de Vitória, o destino da cidade está em suas mãos. Neste dia 28 de outubro, não se esqueça: Vote Consciente! Vote Luiz Paulo, 45!





Rafael Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!